O que é uma boa estratégia e como construí-la.


Fonte da imagem: https://images.app.goo.gl/ndgp5ReR2yZaCapC7

Uma das grandes dificuldades dos escritórios de advocacia é começar a aplicar estratégia. É certo que o primeiro passo para se montar uma estratégia coerente é estabelecer o seu cerne, ou seja, o esqueleto.

Parece complicado? Vejamos o passo a passo.

O excelente livro de Richard Rumelt Estratégia Boa, Estratégia Ruim – Descubra suas diferenças e Importância. Segundo o autor, o centro da estratégia é constituído de três elementos: diagnóstico, diretriz e plano de ação.

Diagnóstico

Qual é o grande desafio que o seu escritório está enfrentando? Procure simplificar o diagnóstico para não tornar o cenário assustador sem necessidade. Um bom diagnóstico costuma vir acompanhado de analogias e metáforas.

Diretriz Política

Qual o tipo de abordagem você deve utilizar para encarar o desafio? A diretriz permite que o escritório possa se antecipar ao mercado. Então reduza a complexidade da questão e adote medidas que possam alavancar sua empresa.

Quando pensamos em diretriz, devemos buscar um método de como lidar com a situação de modo que tenhamos um conjunto específico de ações. Um erro comum é escolher diversas ações, muitas vezes sem conexão. Isso pode ser ruim porque o desafio deve ser atacado pela raiz. Outro é que os advogados, mesmo aqueles mais experientes, cometem, é traçar metas ou visões relacionadas apenas ao estado final desejado (vide Plano de Ação).

Plano de Ação

Qual é o conjunto de ações adequado para trabalhar no cumprimento da diretriz selecionada? A estratégia está relacionada à tomada de decisões que permitam encarar um desafio específico, por isso é preciso refletir sobre a relevância e coerência das ações a serem tomadas. É somente agora que se deve pensar em metas e objetivos.


Posts Recentes
Procurar por tags