Como definir as metas?

September 2, 2019

 

Nos artigos anteriores, foi tratado sobre a importância do planejamento estratégico e o que motiva o seu cliente. Agora, trago a determinação de objetivos e metas que conduzam seu escritório de advocacia ao sucesso. Adianto que esses objetivos e metas não podem ser determinados aleatoriamente. Eles têm que ser SMART (specift, meansurable, achievable/attainable, relevant/realistic, time-bound/timely). Mas o que seriam, exatamente, essas letras?

 

1) Specific = Específicas

As metas e objetivos devem ser entendidos sem dificuldades para que o foco não seja desviado. Um exemplo de objetivo muito abrangente seria “entrar no mercado de Direito da Moda”. Quando o objetivo não é específico, a meta tende a se perder, e a pessoa atua de maneira descoordenada.

 

2) Meansurable = Mensuráveis

Não é possível saber se os objetivos e metas estão sendo perseguidos adequadamente se não possuímos parâmetros ou indicadores que os quantifiquem. Outro exemplo do que não fazer seria “conhecer os clientes”. Sem os indicadores atrelados ou percentuais definidos, essa meta não faz sentido. Se determinarmos que queremos estudar 30% da base de clientes, aplicando um questionário quantitativo, a meta pode ser perseguida pode ser mensurável.

 

3) Attainable = Alcançável

Não vale a pena determinar objetivos que sejam inalcançáveis, pois isso desmotiva e provoca um desperdício de tempo. Imagine um advogado recém-chegado no mercado e ainda inexperiente que coloque como meta alcançar a meta de 500 novos clientes em um ano. Faz sentido? Aparentemente não.

 

4) Relevant = Relevante

Os objetivos devem ser essenciais e carregarem um significado incontestável. Se o escritório percebe que o ciclo de vida de determinada área ou tese jurídica aponta para o declínio, não parece muito sensato colocar como meta aumentar os investimentos nessas questões e deixar em segundo plano outros que pareçam ter um futuro mais promissor.

 

5) Time-Based = Definidas no Tempo

Os objetivos e metas devem estar atrelados a um horizonte de tempo específico. Afinal, não faz sentido algum determinar algo que possa ser alcançado eternamente. Mais um exemplo contestável seria “firmar contrato de prestação de serviços jurídicos 20% das empresas do ramo automotivo no RN”. Em quanto tempo? Se não houver um horizonte de tempo definido, não há nexo na meta a ser perseguida.

 

 

Seguem alguns exemplos para tomar como base em sua organização jurídica ao definir seus próprios objetivos e metas SMART:

  • Diminuir o tempo de resposta às consultas em 1 dia até o fim do 1º bimestre;

  • Reduzir o tempo de ajuizamento de novas ações em 40% até o final do ano;

Diminuir em 30% as despesas com correspondentes no ano, em comparação com ano anterior.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes

December 2, 2019

Please reload

Procurar por tags
Please reload