A importância do Plano de Negócios para o sucesso do escritório de advocacia

Iniciamos um novo ano e naturalmente planos, projetos e metas começam a ser escritos, porém, para que o escritório de advocacia tenha sustentabilidade o PLANO DE NEGÓCIOS com metas a curto, médio e longo prazo, linhas de execução e uma visão macro sejam efetuados, acompanhados e mensurados.

Mas afinal, o que é plano de negócios?

Plano de Negócio é o documento utilizado para descrever os objetivos do escritório de advocacia e quais os passos que devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas dos sócios.

Tal documento tem tanta importância na gestão jurídica, que precisa ser revisto periodicamente, alinhando as metas da empresa, com a visão dos sócios, mensurando a performance do escritório e garantindo os próximos passos ou revendo tais etapas.

Podemos dizer que a construção do plano de negócios é tão importante para a longevidade do escritório de advocacia quanto o alicerce e as colunas o são para erguer um prédio, normalmente é uma fase que é necessário o investimento de tempo, não é possível tangibilizar como na construção predial, porém, ao erguer o edifício, ele só se sustenta se os alicerces e colunas estiverem bem sedimentados, da mesma forma é o plano de negócios no escritório de advocacia, não é possível tangibilizar, o investimento de tempo é notório, porém, quando o escritório começa a ser construído, se torna visível e sustentável, na medida em que o plano de negócios é seguido.

É importante salientar que o plano de negócios precisa ser construído com uma visão da realidade e com metas passíveis de ser atingidas, pois na medida que os sócios colocam metas fora da curva, as chances de não atingi-las são grandes, causando frustração, o que não é o nosso objetivo. É melhor ter um trajeto bem definido com passos menores, porem, visíveis do que passos largos sem a construção de uma base sólida.

O plano de negócios precisa ser construído por várias pessoas que tenham visões amplas, de forma que contribuam para o desenho do futuro do negócio.

Tomei o cuidado de elencar os benefícios que a construção do plano de negócios traz ao longo da vida do escritório:

1) Te dá uma visão ampla de todas as áreas do escritório

Um dos erros que vemos ao longo da experiência em nosso trabalho é que olhamos a maioria das vezes apenas para o andamento processual e prospecção de clientes, o restante do escritório muitas vezes caminha organicamente, sem gerenciamento, a parte financeira do negócio caminha com a vida pessoal, paga-se as contas, mas não é possível visualizar, em sua maioria, o custo do processo, o custo em manter determinado cliente na carteira, o custo do seu tempo enquanto advogado, por isso, investir no planejamento das áreas, enxergando os pontos fortes e frágeis de cada uma, os planos de ação e de execução para melhoria, esse ao meu ver é o principal benefício, ORGANIZAR PARA MELHORAR!

2)Pode ser construído mesmo se você já tem o escritório funcionando

Mesmo que você já tenha o escritório caminhando e começou com a atitude empreendedora sem construir suas bases, ainda é tempo!!! Você perceberá que terá muita bagagem para analisar o que deu certo e planejar os próximos passos será um exercício interessante!!

3) É possível gerenciar os resultados e trabalhar uma área por vez

No plano de negócios você constrói e analisa todas as áreas do seu negócio, de fornecedores a clientes, passando pela área de gestão de serviços, financeira e todas aquelas que envolvem o escritório de advocacia, de forma que planejando uma a uma, os sócios poderão enxergar a realidade de cada uma, expectativas e a realidade atual, com certeza vocês (sócios) poderão a partir da construção deste projeto delegar tarefas, rever atribuições, entre outras decisões importantes para o crescimento sustentável do escritório de advocacia.

4)Garante a sustentabilidade financeira e te auxilia a medir o lucro ano a ano

Existe uma estatística que em São Paulo, uma grande metrópole 27% das empresas fecham no primeiro ano de existência, grande parte dessa estatística se dá pela falta de planejamento ao estruturar o negócio, no mercado jurídico, desconheço uma estatística semelhante, mas de fato a falta de planejamento é um fator que impede o avanço do escritório, então os sócios acabam por se manter no mesmo patamar ou migrar para outros escritórios maiores.

5)Pode ser revisto e é indicador de mudanças

Este é um benefício tangível, a partir do momento em que o plano está devidamente construído e sendo executado pelos sócios, ao final do período estipulado, o projeto é revisto, podem ser definidas metas mais ousadas a partir do momento em que a primeira etapa de execução se tornar real e então o ciclo é retomado, a metodologia uma vez que é aprendida pelos sócios, pode ser efetuada e redesenhada pelos próprios sócios anualmente, por exemplo.

Acompanhe meus artigos:

Ciclo de Vida do Produto Jurídico: https://goo.gl/3qAULP

Siga-me no Linkedin: http://www.linkedin.com/in/talita-dantas

Consultora em gestão jurídica franqueada da Radar - Gestão para Advogados, especializada na área de marketing jurídico e relacionamento com cliente. Advogada, professora e graduada em Marketing. Pós graduada em Direito da Seguridade Social pela Universidade Cândido Mendes. Coordenadora da Comissão de Marketing Jurídico

#planodenegócios

Posts Recentes
Procurar por tags
Nenhum tag.

Rua Visconde do Rio Branco, 1358 - 18º andar

[41]  3107 1530